Na linha de frente de combate ao vírus


Desde o início da pandemia, alunos e professores do Centro Paula Souza (CPS) se envolveram em diversas ações de prevenção e combate à Covid-19, como a produção de álcool gel, as testagens, trabalhos com respiradores, doações de alimentos. Portanto, não poderia ter sido diferente quando a população começou a ser vacinada dentro do Plano Estadual de Imunização (PEI) de São Paulo, lançado pelo Governo do Estado, em janeiro. Estudantes do curso técnico de Enfermagem de diversas Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) juntaram-se à legião de profissionais de saúde, no mês de fevereiro, para ajudar a proteger, o quanto antes, o maior número possível de cidadãos paulistas. O contingente desses colaboradores contabilizava, até o final de março, cerca de 400 alunos e 40 professores de 14 unidades. As práticas valem como horas de estágio curricular. Em parceria com autoridades locais, os jovens atuam na linha de frente, aplicando as doses do imunizante em diferentes contextos municipais. Na Etec de Santa Rita do Passa Quatro, por exemplo, eles trabalham na própria unidade, em sistema de drive-thru, que funciona como um dos três pontos de vacinação da cidade. Em Sorocaba, alunos e professores da Etec Rubens de Faria e Souza vacinaram cerca de 950 idosos no Instituto Humberto de Campos. Em São Vicente, estudantes atuaram em um drive-thru instalado em frente ao Fundo Social de Solidariedade, no centro da cidade.